outubro 19, 2009




FALANDO DE AMOR

Mulher está sempre falando de amor, já repararam?
Matinais, vespertinas ou noturnas, há lindas, doces, russas ou cafuzas, tristes ou feias falando de amor ou pensando nele.
Jovens ou velhas, magras ou gordas, em pecado ou virtude, em todas as paisagens, latitudes e ambientes, a mulher sempre está a falar e a florar de amor.

Nenhuma mulher é feia falando de amor.
Duendes do mistério tocam de ilusão e esperanças o imo de toda mulher que fala de amor.
Falar de amor, para os outros ou a si mesma, salva.
Falar de amor é amar o amor sentido.

Falar de amor é entrar no tempo mítico, um tempo sem temporalidade, sem fluxo inexorável.
Falar de amor é penetrar no tempo dos deuses, a eternidade vivida no instante imobilizado para a mulher em estado de amor abrir o flor-coração e florar e flarar doçuras, projetos e sonhos.

Na mulher que flora-flara de amor estão todos os anjos e, mais que eles, todos os demônios angelizados, obreiros misteriosos de partes indispensáveis a essa mistura de sortilégio, endemoniamento e sublimidade que é o amor.

A mulher que fala, flora ou flara de amor não é um ser individual contando o seu episódio de vida, a doce biografia pretendida.
É um ser da natureza, na faina da procriação. A história do seu caso é apenas o pré-texto de sua entrada na grande harmonia geral do amor cósmico, na ordem misteriosa da manutenção da vida.
Por isso acorrem tantas entidades secretas, ninfas, fadas, dríades e napéis para cantar e tornar amena a tarefa de amar, embelezando-lhe o ato de confidenciar(se), auscultar(se), perguntar(se), contar(se), saber(se), confirmar e descobrir tudo o que lhe vai n'alma, na deliciosa bebedeira do amor compartido ou secreto, falado flora ou florando dentro.

Mulheres juntas, contando - alegres e brincalhonas - a bobagem adorável de uma frase, o sinal manifesto do sim, as grandes dores de cada saudade, as ânsias dolorosas da dúvida, são a natureza em funcionamento e vida.

Mulheres falando de amor (e também as mulheres em silêncio, em adorável tagarelice interior) não são apenas pessoas com seus casos particulares e sim a vida em processo, a eternidade em funcionamento e gestação.
Seres sagrados, pois falar de amor é manter o amor.
É soprar a chama que o alimenta enquanto consome.

Feliz de cada homem que neste momento está sendo lembrado por alguma mulher em qualquer parte do mundo!
Feliz até mesmo aquele que está sendo xingado por amor ou detestado, em prantos, por causa do amor.

Enquanto houver mulheres alegres ou tristes (brabas, não: mulher braba não entra em poesia!) falando, florando, fluindo e influindo amor, a humanidade pode ter alguma esperança.
Há vida pulsando por baixo do suicídio contemporâneo.
Enquanto houver mulheres atrasando o serviço, enganando o poder, driblando os zagueiros da vida para falar de amor ou nele pensar, o mundo está salvo.

Artur da Távola

setembro 20, 2009



Onde o amor começa não sei, acho que ninguém sabe...
Reconhecemos o amor não quando ele começa, mas em meio aos caminhos que trilhamos!
Viva as várias formas de amar!!!!
Que todos os dias se façam “domingos de amor”!
Ainda quero amar e exercitar as mais diversas formas de amor!!!
E você, não quer o mesmo!?!?


Obs: Esse texto do vídeo é uma homenagem a uma pessoa que admiro a algum tempo e a cada dia se mostra mais admirável!

Ricardo Soares - http://todoprosa.blogspot.com/

agosto 17, 2009




A mulher perfeita

Nasrudin conversava com um amigo:

– Então, Mullah, nunca pensaste em casamento?

– Muito. – respondeu Nasrudin – Em minha juventude, resolvi conhecer a mulher perfeita. Atravessei o deserto, estive em Damasco e conheci uma mulher espiritualizada e linda; mas ela não sabia nada das coisas do mundo. Continuei a viagem e fui a Isfahan; lá encontrei uma mulher que conhecia o reino da matéria e do espírito, mas não era bonita. Então resolvi ir até o Cairo, onde, finalmente, jantei na casa de uma moça bonita, religiosa e conhecedora da realidade material.

– E por que não casaste com ela?

– Ah, meu companheiro! Infelizmente ela também procurava um homem perfeito.

A mulher perfeita
Nasrudin conversava com um amigo:

– Então, Mullah, nunca pensaste em casamento?

– Muito. – respondeu Nasrudin – Em minha juventude, resolvi conhecer a mulher perfeita. Atravessei o deserto, estive em Damasco e conheci uma mulher espiritualizada e linda; mas ela não sabia nada das coisas do mundo. Continuei a viagem e fui a Isfahan; lá encontrei uma mulher que conhecia o reino da matéria e do espírito, mas não era bonita. Então resolvi ir até o Cairo, onde, finalmente, jantei na casa de uma moça bonita, religiosa e conhecedora da realidade material.

– E por que não casaste com ela?

– Ah, meu companheiro! Infelizmente ela também procurava um homem perfeito.

Paulo Coelho (Dizem ser dele, mas como não sou uma conhecedora de tal obra fica a dúvida)


DESEJO BOA SORTE NA BUSCA DA MULHER PERFEITA AOS QUE PROCURAM, E QUE ESSA SEJA BEM MÍOPE PARA NÃO VER O QUANTO É IMPERFEITO QUEM A PROCURA!!!!

agosto 13, 2009




A Espera de uma primavera feliz!!!!

julho 21, 2009




Sobre homens e Meninos

Em pleno século XXI e com a liberdade máxima de expressão de todas as pessoas, seja profissionalmente ou pessoalmente!
Todos queremos vencer na vida, somos verdadeiros guerreiros, mas as vezes esquecemos que todo bom guerreiro é também um pouco menino, temos q ser crianças por que elas são sinceras não escondem seus sentimentos!
São sempre honestas, espontânea, a infância é um momento de muita fragilidade, em inúmeros sentidos.
Ter a coragem de se mostrar frágil, quantas vezes perdemos pessoas importantes para nos pq não sabemos ir lá e nos mostrar, pedir perdão, pedir desculpas, mas não fazer isso como quem diz “não obrigada” para garçom de churrascaria! Mas sim de maneira sincera e espontânea assim como uma criança!
E para reconquistar o que era especial é preciso reconhecer que se errou, fragilidade não é para se envergonhar, é para nos ensinar, é necessário reconciliar dentro de nos, força e a fragilidade do guerreiro e do menino!
Não podemos ser só guerreiros, pois assim vamos ferir muita gente, achando que nossas armaduras sempre vão nos proteger, assim seguimos “matando” e machucando as pessoas, mas quando se tem a alma do menino, vamos sempre recomeçar, pedir ajuda se necessário, viver a simplicidade no contexto do coração de uma criança, ela é muito direta, ela sabe o que ela ama!
Precisamos saber chorar e mostrar a fragilidade que ha dentro de TODOS nós, para não nos vestirmos nunca de sentimentos e atitudes onipotentes!
Os homens mandam embora de suas vidas pessoas especiais por que não souberam ser crianças!

julho 07, 2009




Um ninho para amar

Já ouviram falar que bobeira de hoje historia de amanhã?!?!
Pois é eu coleciono incontáveis dessas, mas algumas delas seria quase uma heresia não contar!
La vai...

Estávamos la na cidade de céu azul de nuvens doidas, depois de uma “baladinha” ótima, e esgotadas as possibilidades da noite, eis que surge uma idéia :
- Meu amigo falou que tem um motel que chama... chama... chama.... tempos depois e por dedução descobrimos o nome! (ele)
- Sei chegar la, então beleza! (eu)
Sendo que esse é famoso tem até coelhinhos da Playboy ( categoria dos motéis).
- IIIIhhhhh, só tem um probleminha, será que é acessível? (acessibilidade é sempre uma questão importantíssima para deficientes físicos ou pessoas com mobilidade reduzida).
Comentei com UMA amiga, e em 2 minutos TODAS já me cercaram com uma idéia brilhante:
- Vamos chegar em casa pegar o telefone na net e ligar lá para saber, enquanto isso você vai devagar a caminho do mesmo!
Por isso eu sempre digo, quem tem amigos tem tudo, te ajudam sempre até no que nunca pensávamos que precisaríamos! Kkkkkkkk
Minutos depois a esperada ligação:
- Então, ligamos la, é acessível, tem vaga, tudo certo!
O que escutei depois dessa frase é impublicavel! Rsrsrsrs
La vamos nós...



Chegando la, pergunto ao interfone, qual suíte acessível eles dispõem.
A voz do interfone diz: -TODAS as nossas suítes são acessíveis!
Fizemos nossa escolha e “bora la” procurar a danada...
No caminho... o “mocinho”, já foi me falando:
Su, a porta é muito estreita! (foi observando as portas das suítes que estavam com a garagem aberta).
Su, a porta é muito estreita você não acha?!
E eu tralalala tralalala, nem dando atenção achando que estava se referindo ao tamanho da garagem, sugerindo que eu não daria conta de estacionar. (por mais que a mulher dirija bem eles nunca conseguem admitir isso).
Quanto chegamos finalmente na nossa suíte.
Escuto uma entonação grave : Suuuuuuuuuuuuuuuu a porta é muito estreita, acho que a cadeira não passa!!!
Putz... era essa porta que vc estava falando?!kkkkkkkkkkkk




IIIhh... primeiro itém brochante!
Testamos, passar até que passou, mas se uma pulga quisesse junto seria impossível!

Entro dentro do quarto para pegar um banquinho para puxar o toldo da garagem, por que a altura de banquinho de bater sola não me permite fazer isso sem esse “acessório”. Estou la dependurada no toldo e naaaaaaaaaaada dele descer! Então pego meu banquinho e saio de mansinho para dentro do quarto, pego o telefone e falo para moça:
Nosso toldo esta com problemas, você poderia mandar um funcionário para ver isso?
Ela responde: A senhora tentou o botão na parede da garagem?
Pensei eu, BOTÃO, QUE BOTÃO?
Então saio novamente e me deparo com uma coisa assim:



Dos males o menor, antes o mico via telefone, do que imagiiiiiiina se alguém passa la justamente quando estou ridiculamente dependurada no toldo!?!? Kkkkkkkkkkkkkkk

Não poderia deixar de falar sobre a acessibilidade do recinto, já que TODAS as suítes são adaptadas!

Alem da porta estreita, ainda tinha cama redonda (é legal, mas incompatível com cadeirantes, maiores detalhes aqui), o banheiro porta estreita como a da entrada, ou seja entrar até que entrava, mas virar lá dentro sem chances, usar o chuveiro piorou, um box minuuuusculo, chegar no sanitário so se derrubasse a parede, na “copa” para chegar até o frigobar, só se desmontasse a mesa!
Sacaram a acessibilidade do local?!!?
Mas vivendo e aprendendo, quando disserem que a suíte é acessível, vale questionar, é acessível ou sem degraus? Existe uma diferença bem grande entre uma coisa e outra nesse caso!
Mas claro que como somos brasileiros e não desistimos nunca, nada disso impediu que ficássemos por la uma bagatela de 10 horas! Acho que é um tantinho bom, né?!!? Mas é que temos muuito sono! Kkkkkkk
Talvez isso respondesse alguns questionamentos quanto a sexualidade! (ainda vou falar sobre isso com mais detalhes).
Fora que eu tenho uma técnica quase infalível para matar o mocinho do coração, essa eu uso quase todas as vezes, mas ele sempre cai! Ahahahhahaha
É simples... nunca me lembro da cadeira, ela é sempre uma mera coadjuvante (ainda bem que ela não fala,né?!), sendo assim para não incomodar o mocinho evito de acender a luz, fazer barulhos, coisas triviais, mas sempre quebro o “pacto” de silencio quando me arrebento na cadeira e ele quase morre de sustos, sempre falo para mim mesma, da próxima vez acendo a luz, pelo ao menos economizo o coração do mocinho para outras emoções, digamos... mais fortes e claro, seria um hematoma a menos na minha canela!
Continuando a saga...
Reunimos as forças que nos restaram para ir embora, quando chegamos na saída....
Afff esquecemos de pedir a conta! Tumultuamos a fila inteira, para sair dela voltar no quarto pedir a conta e ir embora!! Claro, so pra fechar a coleção de micos do episódio! (kkkk)
No fritar dos ovos tudo é muito simples, por mais que a situação não pareça favorável, o que vale é dar risada, nem que seja de si mesmo!


OBS: O post aborda questões muito serias como acessibilidade, sexualidade, mas é que eu não poderia começar a contar sobre um “mundo” novo pra mim, assim de maneira tão seria, não combina comigo!
As imagens são do google e do getty imagens

julho 04, 2009



As verdadeiras lições nos vem justamente de quem não queria dar lição alguma!


Acho que já falei por aqui que eu atraio os mais loucos, diferentes, tipos de gente na rua. “Doido” de rua é meu forte!
E eu acho o máximo isso, porque a cada experiência eu fico muito surpreendida com o que ouço dessas pessoas!
Todo mundo fala para mim que uma hora ainda vou levar na cara por permitir essas aproximações, mas eu confio que não, por acredito nos meus princípios e nesse caso é : Talvez tudo que aquele que esta na sua frente, que nada material tem, cuja a embalagem não esta na capa da revista, que é “invisível” ao mundo, talvez naquele dia a única necessidade que ele tem é ter alguém que de atenção, que escute o que ele tem para falar, nem que seja por 2 minutos!
Eu atesto, nunca sai de um desses “encontros” sem carregar comigo grandes tesouros!

Essa semana estava eu fui acompanhar minha mãe em um exame.
Estava eu la bonitinha na sala de espera...
Chega uma pessoa e puxa papo, eu que quase não gosto papear, na hora já dei meu sorrisinho de boas vindas e emendei no papo!
Era um travesti, com um tempinho de conversa, ela me contou que tinha AIDS, mas que se cuidava, por que ela tinha um marido, que o marido não era bonitinho não, era lindo!
Que esse era mais novo que ela, por isso ela não queria tipo um cabelo mais ou menos, porque bonitinho, mais ou menos não serve! Tudo tem que ser belo, o melhor!
Ela esta certíssima, não devemos contentar com o mínimo, mas querer sempre o máximo!!!
Papo vai papo vem rolou um lance de preconceito, nesse tema ela me afirmou que era uma cidadã como outra qualquer, inclusive com impostos pagos, que não mexia com ninguém na rua, que não namorava ou se insinuada na frente das pessoas, porque entende que isso pode soar como falta de respeito, portanto ela respeitava as outras pessoas.
Ai ela contou que uns dias antes ela estava passando numa praça e o povo ficou chamando ela de termos chulos como “viadinho” e bla bla bla! Ai perguntei o q ela fez, ela disse que nada, que sempre ignora essas coisas, mas que faz questão de chegar em casa e rezar por aquelas pessoas.
Agora imagina o que essa frase fez com o tico e teco aqui!!
Uma pessoa que deve ter milhões conflitos pelo fato de ter um corpo masculino e uma alma feminina, que deve ter vivido uma vida de maus tratos, rejeição, banalidade sexual, que tem uma doença que maltrata e que também gera preconceito, simplesmente ter o ato sublime de dizer que reza por aqueles que o insulta, realmente é para poucos!
Esse foi o imensurável tesouro da minha semana, mas que levarei sempre comigo, pois aplicar no dia a dia atitudes assim não tem preço!

junho 28, 2009



Mais uma primevera, mesmo que em pleno inverno!!!!!
E mais uma ano se vai, cheio de historias para contar, cheio de motivos para sorrir, cheio de borboletas perambulando pelo ar!
E que venha o próximo com o dobro de historias e borboletas!!!




A ilustração de cima eu roubei AQUI!

junho 23, 2009



Despindo

Me veio como um verdadeiro furação...
Um furacão que abalou a calmaria de quem viveu um ano para si, para quebrar velhos ciclos amorosos que apenas me faziam ver a minha pura falta de pretensão em relação a isso, que curtia o vazio e o imenso ar de leveza de estar sozinha, com o coração livre.
Após um tempo de auto conhecimento, percebi também o quanto é bom sair da minha conchinha e me permitir expressar e vi despertar emoções que há tempos estavam adormecidas dentro mim e eu achava que já não existiam mais...
Mas para isso é preciso estar aberto!
Essa paixão inédita e um tanto maluca, mas me permitiu viver isso até a ultima consequência, ai se todos se permitissem redescobrir sentimentos, o mundo seria MUITO melhor e menos conflituoso.
Vi de perto olho desse furacão com quantos medos, quantas dúvidas, quantos anseios do que era certo, errado, sensato, racional, loucura, burrice, realidade, virtualidade e tantas outras coisas.
A ansiedade foi diminuindo, o coração se acalmando, a duvidas foram mudando, ficando mais amadurecidas.
Me permiti, tremi como uma vara verde, provei o gosto e até o desgosto, mas tudo valeu a pena!
Algumas coisas que acontecem, para mim são muito importantes, coisas pequenas, inexistentes aos olhos dos outros.
Me envolveu de uma maneira única, que me arrancou suspiros, despertou meu desejo, me realizou como mulher, que me arrepiou ao me encostar, seu cheiro e sua pele me alertaram, me deu frio na barriga quando me puxava para verdadeiramente me beijar, e sempre me deixou com um gosto quase insaciável de quero mais e mais e mais sempre.
Esse mesmo que fez tremer de ciúmes, ciúmes porque eu sei o quanto tem um jeito sedutor, envolvente, cativante quando quer, persuasivo e principalmente “boa praça” com todos, e sei que ele sabe desse poder que é capaz de exercer sobre as pessoas. Mas muitas inúmeras vezes me sentir tremer mesmo, mas me calei, respirei fundo e abstrai algumas situações, algumas frases ditas fingi que não ouvi, passei por cima, mas essa foi a maneira que encontrei de fazer ele parte de um principio que carrego comigo, que é o da liberdade, da lealdade com as minhas decisões, temos livre arbítrio para fazermos nossas escolhas e geralmente uma escolha vem com opções, por sermos livres para escolher, temos que ser livres também para saber que fidelidade não esta no que se pode ver, mas na consciência de cada um, pode se nunca ficar sabendo, mas da consciência ninguém se esconde!
Fui plena na minha escolha!
Essa foi pelo meu coração, pela minha razão, pela minha verdade, por isso pude reafirmá-la sempre!
Personalidades são muito parecidas, mas temperamentos muito diferentes, por isso defendi (defendo) até a ultima possibilidade seu direito de ter opiniões diferentes, mas isso não quer dizer que eu sempre tenha concordado.
Como posso ter me sentido sozinha se ao mesmo tempo me preencheu tanto, se apesar da seriedade toda, tinha um cara engraçado e inteligente que tanto me encantava, que apesar daquele bico todo que fazia quando fica nervosinho, tinha um cara leve, paciente, simples, se atrás daquele mocinho muito preocupado com torneios de truco e tranca, tinha um super empreendedor, responsável!
Via (vejo) tantas qualidades em você que nem conseguiria descrevê-las aqui. Defeitos, aaahhh... vários, vários, mas vejo graça neles.Mas um de meus maiores defeitos seja o medo, o medo pode significar prudência e prudência é muito bom, mas acho que o seu maior medo não estava ligado a nós dois diretamente e sim as pessoas que estão a volta de uma maneira ou de outra isso aparentemente tinha muita importância.
Acho que estamos prontos para virar essa pagina e começar uma outra, mas agora de maneira mais madura, mais ouvinte, mais companheira, mais segura, para que essas páginas sejam sempre mais felizes! E quem sabe um dia não escreveremos um novo capitulo juntos!
Gostei de maneira livre, transparente, intensa e sincera!
O meu gostar esta em todos os detalhes que puderam ser perceptíveis, essa é a minha maneira de gostar!
Ele foi ultimo pensamento da noite e o primeiro do meu dia,
Foi um tempo bom e agora a cada dia me desfaço do que ficou, a cada dia esta mais distante!

OBS: Eu nem gosto muito de fado, mas essa cantora me toca a alma! Clica aqui

junho 15, 2009




Da nuvem mais alta...

Moreno com olhos de mar, boca carnuda, com belas mãos,educado, gostoso, carinhoso, romântico, delicado, protetor, gentil, inteligente, engraçado, simpático, boa praça, tem uma gaita no bolso, honesto, me apresenta seu mundo e adora conhecer o meu, após me levar no paraíso consecutivas vezes vela meu sono com amor, me acorda com um delicioso beijo bafudo, tem opinão propria, é meu porto seguro e também minha ilha da fantasia, me ama em detalhes, canta todo empolgado mesmo que a letra esteja errada, gosta do campo e da cidade, tem umas maluquices interessantes, um jeito leve de lidar com os perreps da vida, maduro, compreensivo, caridoso, adora crianças e idosos, trata todos com igualdade, fiel, ri dos meus defeitos, adora minhas amigas e seus respectivos, flexível, cheiroso, tem iniciativa, sempre me da um “up” qdo necessário, companheiro, amigo, de sorriso fácil, positivista, ama os animais, adora quando eu dirijo, é doce, gosta de teatro, vai do concreto ao místico sem desequilíbrio, me da chocolate naquele período mensal bem feminino, atencioso, gosta de descobrir coisas novas, adora viajar, ama água, me ama e me aceita exatamente como eu sou!
É tão perfeito que esta na nuvem mais alta da minha imaginação, se aperfeiçoando cada dia mais, mas sem esperança de ser encontrado, afinal, nada é perfeito!

Que o futuro seja do amor, amantes, dos enamorados na sua mais ampla maneira de ser!

*Trilha sonora que amo demais!

junho 10, 2009



Do "outro lado", mas com um monte de gente junto!

Estou "Do outro lado da Matrix" la no Assim como você, passa lá!
Clique aqui.

junho 02, 2009



Não Importa!!


Não importa a forma que você tem ou as escolhas que você faz, desde que respeite as escolhas e os limites do outro, viver na diferença é reconhecer que somos todos iguais!

Veja o video no YOUTUBE tbm! So clicar aqui!

maio 21, 2009


"Realmente, só pelo fato de ser consciente das causas que inspiram minhas ações, estas causas já são objetos transcendentes para minha consciência; elas estão fora. Em vão tentaria apreendê-las. Escapo delas pela minha própria existência. Estou condenado a existir para sempre além da minha essência, além das causas e motivos dos meus atos. Estou condenado a ser livre. Isso quer dizer que nenhum limite para minha liberdade pode ser estabelecido exceto a própria liberdade, ou, se você preferir; que nós não somos livres para deixar de ser livres."
Jean-Paul Sartre O Ser e o Nada (1943) Quarta parte




Simplesmente livreeeeee!!!!!!!!


Estou com uma energia MUITO boaaaaa!!!!
Estou rindo ao vento, estou me sentindo motivada e enérgica como se tivesse 18 anos novamente!
Estou com sede da vida!
Meu “gás esta na tampa”!
Essa vida é muito boa!
É não ganhei na mega cena, não tenho um novo amor, não ganhei aumento de salário, nada de novo me aconteceu, quer dizer nada que seja relevante!
Para ser feliz é preciso fé, consciência tranqüila, ser fiel as suas escolhas, o resto é conseqüência!
Nunca me senti tão livre como agora, estou leve porque percebi o meu poder de escolha, dispensei um trabalho com um salário mega power plus master, pq percebo que não há dinheiro que compre a paz ao deitar a cabeça no travesseiro!
Estou livre porque consegui soltar o que me doía e fiz tudo certo, fui transparente, sincera e pedi para viver e agora me sinto a criatura mais leve desse mundo!

Aaahhhhhhhhhhhh.......
Tive alta da terapia!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Acho que meu terapeuta que esta precisando de terapia, pq ele me deu alta, o doido é ele! Kkkkkkkkkkkkk

Palavras dele:

Sem traumas de infância, sexualidade bem resolvida, vê a vida de maneira ampla, tem um script de vida de liberdade muito bem definido, tem um riso espontâneo que não é o da forca, expansiva, não tem dificuldade de convivência, não se boicota nas vivencias, não tem sentimento de culpa pq sempre confronta o que precisa ser confrontado, não tem historias mal resolvidas, é prática, exercita suas escolhas e não tem problemas para faze-las, sem complexos e maiores conflitos pessoais! Esta super bem sempre!!

Apenas se lembre que não tem q ser forte o tempo todo, pedir ajuda é crescimento tbm!
E sempre trabalhe seu compulsor de ser apressada! Dara tempo para tudo, acredite!

Su, minha amiga, vc não precisa de terapia!

Ai eu pergunto.... e o q eu vou fazer nos próximos 10 anos! Kkkkkk

Eu vou é respirar com calma, depois quero ser ofegante e depois calma de novo, e depois ficar sem ar com as boas novas, vou me afogar com o ar de tanta adrenalina, vou prender a respiração para não proferir coisas negativas, vou ficar calma mais uma vez, mas serei ofegante novamente no ápice do meu êxtase e ainda terei um suspiro de saudade do aconteceu de bom e então respirarei profundamente de alívio! E isso é “apenas” VIVER!

maio 06, 2009

“Mas quando menos esperamos tudo fica absolutamente claro”

Tirei uma mini férias e fui para aquela cidade de céu azul de nuvens doidas, que eu tanto amo!
Juntado a fome com a vontade de comer...
Reencontrei com aqueeeeeeeeeeeele cara, que esta la cuidando da saúde do corpo e da mente!!!!!!!!!!!!!!
E foi MUITO bom!!!!!!!!!!!!
Fiquei todos os dias por conta dele, alias, totalmente por conta!
Pontos turísticos, barzinhos, bate papo e por ai vai...
No final de todos os dias, vi que realmente não era necessário nenhuma DR (discussão de relação), afinal de contas a relação já foi pro ralo mesmo e as cagadas que ele fez comigo, ele sabe, não preciso ficar lembrando ele disso!
Fechamos nosso ciclo, pontuamos nossa historia, com chave de ouro para mim, pois ele me levou ao paraíso durante algumas horas e o que ficou foi tudo de bom que vivi, o quanto aprendi, o quanto me permiti, o quanto me doei, quantas pessoas especiais eu descobri!
Pontuamos, mas para isso não precisamos de palavras chanfradas, desgastes desnecessários e tudo mais que já conhecemos e sabemos que não leva a nada!
Fica assim, sem raiva, sem magoas ou qualquer outro sentimento negativo!!
Ele ainda tem a companheira e sempre terá para qualquer hora, mas a mulher não mais, essa saiu de cena!
Soltei...simples assim!
(leia o texto abaixo que entenderá essa frase!)

Tá doendo?!? Então, solta!
Sabe quando você vive uma situação difícil, angustiante e que te incomoda? Quando você não sabe o que dizer, o que fazer ou como agir para que a dor passe ou ao menos diminua? Pois vou te contar o que tenho descoberto, por experiência própria! Em primeiro lugar, observe a situação toda e, sobretudo, observe a si mesmo e os seus comportamentos.

Errou? Tente consertar e, de qualquer modo, peça desculpas! Fez ou falou o que não devia? Explique-se, seja sincero, não tente esconder seu engano ou fingir que nada aconteceu... Valide a dor do outro, sempre. Ta difícil conseguir uma nova chance? Dê um tempo. Espere... Às vezes, algumas noites bem dormidas e alguns dias sem a imposição de sua presença ou a insistência de suas tentativas são preponderantes para que os sentimentos bons sejam resgatados e para que um coração possa ser reconquistado. Por fim, fez tudo isso e não deu certo? Não rolou? A pessoa até te perdoou, mas a massa desandou, a história se perdeu, os desejos esfriaram?!? Você se sente inconformado esmagado pelo arrependimento, atordoado pela tristeza do que poderia ter sido e não foi? Tem a sensação de que estragou tudo? Não sabe mais o que fazer para parar de doer? Acredite, só tem um jeito: solta!

A dor é conseqüência de um apego inútil! Deixa ir... Deixa rolar... Se você já fez o que podia fazer, tentou e não deu, confie na vida, confie no Universo e siga em frente. Pare de se lamentar, pare de se debater e de se perder cada vez mais, e tenha a certeza absoluta de que o que tiver de ser, será!

Quando essa certeza chega, é impressionante: a gente simplesmente relaxa e solta! E quando solta, a dor começa a diminuir, e a gente começa a compreender que está tudo certo, mesmo quando não temos a menor idéia de que "certo" é esse. Mas quando menos esperamos tudo fica absolutamente claro! Não se trata de desistir, mas de confiar! Isso é o que se chama "FÉ"! Isso é o que desejo a mim e a você, quando algo estiver doendo em nós...

*** Recebi no e-mail esse texto, não tinha autor, mas se alguém souber será creditado, claro!

abril 21, 2009




Chorando as Cebolas

As vezes na vida é preciso juntar os cacos, encher os pulmões de ar para então começar a se montar novamente, recomeçar faz parte da vida!

Mudar de planos por que alguém simplesmente mudou de idéia e só te avisou nos 46 dos segundo tempo é uma merda mesmo. E isso pode ser bem doloroso, mas não é fim do mundo! Mas se não fosse assim de que valeria o tal livre arbítrio!?!

É impressionante como as pessoas não entendem que simplesmente você quer ficar sozinha, que não é por que o fulano ou o sicrano esta te cortejando que você tem que cair aos seus encantos!
SIMPLESMENTE É PRECISO FICAR UM TEMPO SEM SE ENCANTAR!!
Ser solteira é uma arte, porque as pessoas que te gostam sempre acha um absurdo uma pessoas com boas qualidades simplesmente querer ficar só!
É irritante o fato de você sair e as pessoas ficarem querendo te apresentar o um amigo, o irmão, o primo, o veterinário do papagaio da vizinha da tia velha!
Sei que o tempo passa rápido, mas não estou na janela vendo a banda passar, estou apenas escutando a banda tocar, enquanto isso me ocupo de mim mesma!
E me deixem com as minhas cebolas, que inclusive afastam qualquer pretendente!;)

abril 19, 2009



Dividindo o pão com los hermanos!

Recebo uma ligação com um DDD que não é o meu, eu no meio do transito, atendo!
Srª Su.... aqui é o Fulano do Banco “que te desconta varias coisas que você nem sabe o que é, pois não existe no extrato um tradutor de ciglas”, estou entrando em contato com a Srª para saber se a Srª fez saques na sua conta do São Paulo, Santa Catarina e Argentina!
Bem, pensei, de São Paulo dependendo do lugar pode até ser, depende da data, pois o ex (melhor não colocar aqui os adjetivos merecidos) mora lá, mas na pressa respondi que não!
Moço, nem sai de Minas Gerais, impossível que seja eu!
Srª, detectamos uma fraude na sua conta!
TENTATIVA??!?
Estamos bloqueando sua conta, cartões, sugiro que a Srª procure sua agencia o mais rápido possível!
Coração de Brasileiro é forte, eu sou prova disso, nesses meus quase balzaquianos anos de vida, o meu já ameaçou um infarto fulminante, mas resolveu aliviar e deixar para próxima!
Lá vai a bonita aqui até a agencia do banco das ciglas, após 30 minutos de espera (nessas horas entendemos pq os celulares vem com joguinhos), até minha senha aparecer na telinha, la vai eu para o a mesa do mocinho mooooderrrno!
- Moço, fui avisada pelo banco q houve uma fraude na minha conta.
- Sim, senhora, vamos mudar agora suas senhas e a conta já estará desbloqueada!
- Até ai, tudo bem!
- Terminado esse procedimento....Pronto Srª, tudo certo!
- Moço como assim tudo certo?! Preciso ver o que aconteceu na minha conta, saber demais procedimentos!
- Posso mostrar para a Srª aqui na tela, seu extrato dos ultimo 6 meses!
- Moço, não saberei avaliar olhando rapidamente na sua tela o meu extrato!
- Vou tirar la no caixa eletrônico e caso ache algo incoerente, o que devo fazer?
- A Srª tem que vir aqui e entrar com um pedido de revisão de movimentos indevidos, ai o Banco vai fazer uma “perícia” e se ele entender que houve mesmo alguma fraude, ele vai te ressarcir!
- Moço, devo registrar um boletim de ocorrência.
- A Srª quem sabe!
- Moço, se o próprio banco que viu a existência de uma fraude e vcs quem me avisaram, vc não entende que isso já é um motivo de “pericia”.
- Srª fica a seu critério!

É realmente eu fico abismada com o preparos dos funcionários para o atendimento ao publico!

Resumindo, se você tiver a vida “fudida” por algum FDP, engula o prejuízo e não faça perguntas, pq assim eu entendi a mensagem que o funcionário me passou!

AAhhh.... o mundo não é justo com os cidadãos honestos e que levam a palavra CIDADÃO a serio!
Mas assim, IPVA, IPTU e mais milhões de encargos vindo através de ciglas que vc paga, esqueça, eles não valeram de nada NUNCA!
E se seu pneu furar na estrada em algum buraco, não fique nervoso, polpe seu coração e agradeça se tiver um acostamento do qual você possa parar!

abril 07, 2009

MULHERES QUE NÃO PODEM NADAR

Você já conheceu pessoas desligadas? Digo, pessoas que levam a vida sem saber exatamente o que acontece ao redor e que, por uma estranheza qualquer, nem notam que vivem assim? Eu não sei ao certo se são pessoas específicas ou se na verdade somos todos. Como quando olhamos para a televisão e não vemos as imagens, apenas nos fixamos em um ponto qualquer do aparelho, divagando e, de repente, viramos para a pessoa ao lado e perguntamos, “o que foi que ele disse?”. Ou ainda quando se está pescando à beira de um rio, o movimento da correnteza o deixa meio zonzo e o barulho das águas propicia a mais absoluta introspecção até que finalmente o peixe morde a isca e enquanto puxa a linha para o fundo, empurra você à tona, de volta à realidade. Seja como for eu acredito que quem viva assim esteja correndo um sério risco. Risco de morte, mesmo. Principalmente, quando se está no convívio de mulheres que não podem nadar.

Foi o que aconteceu com um cara, o Eduardo. Ele estava em um rancho, na companhia de alguns amigos e a esposa, Mônica, curtindo um feriado prolongado. É interessante porque, um ano antes os dois estavam se casando. Olha que foram sete anos de namoro e mais dois de noivado até o grande dia. E para nós aqui da região do Cerrado não há no mundo lugar melhor que um bom rancho para comemorar ocasiões como essa, ou qualquer outra. Com boa pesca, cerveja estupidamente gelada, churrasco de picanha, comida feita em fogão de lenha, um joguinho de peteca na grama, um baralhinho à noite, um violão e... Piscina. Aliás, foi aí que tudo começou. Já estavam no terceiro dia daqueles que seriam os últimos dias de Pompéia.

Eduardo, só de calção e com as costas avermelhadas queimadas de sol, cuidava da churrasqueira. Cortou alguns pedaços da picanha assada, bastante gordurosos, e foi levar, todo carinhoso, para Mônica. Esta, recostada em uma rede armada na varanda e ainda vestida com o moletom vermelho usado para dormir na noite anterior, folheava um catálogo de compras de produtos estrangeiros com entrega por serviço postal para qualquer lugar do mundo. Havia de tudo. Barcos da Austrália, vinhos franceses, chocolates suíços, pescados do Chile, tênis alemães, armas americanas...

_ Querida, trouxe uma carninha pra você...
_ Pura gordura, Eduardo! Quantas vezes eu preciso dizer que detesto carne engordurada, Eduardo?

Era a primeira pista. Não o fato de nosso amigo não se lembrar de alguns detalhes preferenciais da querida esposa, pois quem o conhecia sabia que não o fazia por mal, mas por ele não ter percebido ainda que sua Mônica costumasse trata-lo por Edu, Dudu ou, simplesmente, “Môr”, e quando ela o tinha por “Eduardo” era porque estava nervosa, irritada, aliás, irritadíssima.

_ Duas da tarde e você ainda nesse moletom, meu bem? Vamos agitar um pouco. Que tal uma piscina?
_ Não, num tô afim.
_ Ah, que isso Mônica? Me faz companhia...
_ Não, Eduardo! Eu não posso nadar!
_ Não pode por quê? A água está uma delícia! Não trouxe maiô? Use aquele seu shortinho branco com uma camiseti...
_ Não, Eduardo! Eu estou com cólica, entendeu? Có-li-ca!

Sim, parece que ele havia entendido. Além de adorar a esposinha, o marido de Mônica era também muito sensível à dor. Ele se lembrou de um pequeno problema renal pelo qual passou e das terríveis cólicas que teve de enfrentar. Então se levantou, foi até o estojo de primeiros socorros que traziam no carro, encontrou um antiespasmódico, foi até a cozinha providenciar também um copo com água e os levou, todo solícito, à Mônica.

_ Tome querida. Pra você melhorar...
_ Ah, Môr! Que gracinha! – tomou – Desculpe ter-me irritado com você, Dudu! É que esses dias são terríveis!
_ Tudo bem. Eu sei como é.
_Vem cá, Edu. Senta aqui. Deixa-me passar um protetor solar nas suas costas. Você não se cuida, depois fica todo dolorido.
_ É...

Era uma cena bonita de se ver. Uma brisa leve, uma rede na varanda, dois pombinhos se cuidando... Bom seria se tudo na vida fosse assim. Que houvesse um dispositivo no tempo e o retardasse na iminência de uma grande catástrofe. Confesso que foi a partir daí que pude entender melhor a obra de Nelson Rodrigues. Principalmente no que se refere à vida, como ela é. E, nesse caso ela não seria mais a mesma depois disto:

_ A cólica está passando?
_ Está. Está sim, obrigada.
_ Então?
_ Então, o quê?
_ Vamos nadar?

Eu sei o que você está pensando, mas a resposta é não. Não, ele não era um idiota. Alguns gostam de chacoteá-lo pelo fato de ter cursado sete anos de engenharia sem ser jubilado, e o usam como justificativa para um conceito desses, embora eu acredite que seja puro preconceito. Porém, convenhamos: quem de nós se considera capaz de compreender o biorritmo físico e psicológico de uma mulher no período de sua TPM? O máximo que conseguimos realizar é um fechamento de questão: “é assim, porque é assim, e não se fala mais nisso”. Será que uma mesa redonda composta por um ginecologista, um psicólogo, um cabeleireiro e a melhor amiga de uma mulher conseguiria explicar? E não venha me taxar por estar defendendo posições machistas, tendenciosas e totalmente corporativistas, longe disso! O cara era desligado, mesmo! E não era só eu quem sabia disso. A própria Mônica, no limite de suas forças, com uma misericórdia maternal ainda suplicou uma última e desesperada tentativa...

_ Eduardo... Eu estou menstruada, Eduardo... Eduardo, eu estou sangrando!

Ele então recostou-se, bebeu um gole da cerveja em lata que tinha em mãos, observou o movimento das folhas das árvores ao sabor do vento, o vôo de um pássaro que não sabia o nome e voltou à Mônica, todo pragmático:

_ Tudo bem. A gente toma uma ducha antes.

Mônica fechou a alma. Abriu o catálogo na página de armas americanas e encontrou uma bereta Smith-Welson, calibre 32, cabo em madrepérola e semiautomática. Anotou o código de referência, o telefone da firma de exportação que ficava na Dinamarca, pegou o celular, caminhou até o pomar e fez o pedido. A mercadoria seria entregue na agência central dos correios, mediante reembolso postal e no máximo em vinte e oito dias estaria em suas mãos. Ligou em seguida para o celular de um dos amigos de Eduardo, um detetive da polícia civil que vivia lhe dando cantadas torpes, o qual, por coincidência, também estava no rancho e o chamou para conversarem no pomar. Ela concordou em transar com ele desde que a ensinasse a atirar.

Aprendeu tudo o que podia com apenas uma aula. Poderia não ter escrúpulos, mas estômago ainda o tinha. Começou então a freqüentar minicursos, aulas sobre anatomia humana, acupuntura, do-in, indagando aqui e ali sobre qual a parte do corpo humano era mais sensível à dor; qual o local exato onde um útero se alojaria numa estrutura masculina etc.etc.etc...

Mônica voltou a fumar, começou a ouvir música sertaneja, não conseguia dormir, faltava ao trabalho, mas continuava mantendo relações sexuais duas vezes ao mês com Eduardo.

A encomenda chegou. Contudo, no momento em que executava o resgate foi presa em flagrante por federais que haviam interceptado tal contrabando ainda na alfândega. Resignou-se. Tinha horror a escândalos. Encarcerada em cela especial graças ao curso superior que possuía, o que incluía um mestrado em Filosofia e um doutorado em física quântica. A racionalidade de Mônica se encontrava às margens de um buraco negro, porém jamais revelou o real motivo de suas intenções. Ela realmente tinha um propósito.

Indagado, Eduardo limitava-se em responder, todo catatônico:

_ E-e-eu não sei! Ela... Ela parecia tão bem!

Devido a uma série de atenuantes e alegando insanidade momentânea provocada por estresse, o advogado da família conseguiu um relaxamento de pena acompanhado de tratamento em uma clínica de repouso e recuperação. Do momento da prisão até a sentença do juiz foram outros vinte e oito dias no deserto da loucura. Mas aquele propósito dominava Mônica. Na clínica, ela se aproveitou da paixão confessa que de súbito provocara em uma enfermeira inglesa, cujas habilidades iam desde uma massagem clitoriana com orgasmos múltiplos, à facilitação da entrada de artigos não ortodoxos ao interior da clínica. Mônica lhe revelou que pretendia matar o marido para que “o amor de ambas pudesse ser livre”. A enfermeira acreditou. Mônica fez um pedido. E na noite anterior à visita de Eduardo, a amante inglesa lhe entregou um antiespasmódico, uma garrafa de uísque e uma bereta Smith-Welson, calibre 32, cabo em madrepérola, semiautomática e com silenciador. Na manhã seguinte, Eduardo lhe trouxe flores. Os dois conversaram um pouco... Ela disse que iria ao banheiro... Ele ligou a televisão, era um canal shoptime... ela entornou o vidro de antiespasmódico em um copo e o completou com uísque, destravou a arma e voltou ao quarto... Ele não desgrudava os olhos da TV...

_ Eduardo, você sabe o que é TPM?

_ TPM? – todo perplexo e ainda vidrado na TV – T-P-M? Tepeeemeee... Não era aquela organização que apoiou o golpe de 64? Qual era a sigla mesmo? Tradição... Propriedade – Ah, já sei! Naquela época, farmácia se escrevia com “ph”, então devia ser: Tradição, Phamília e Moradi... O que você está fazendo com essa arm...?

Um tiro. Um único tiro. A bala penetrou dois centímetros acima e à direita do umbigo, perfurando o estômago, o intestino delgado, o baço e se alojando entre a bexiga e um dos rins. Eduardo, todo indignado, rebate:

_ Mônica? Você atirou em mim, Mônica... Mônica, eu estou sangrando!

Ela então senta-se na cama. Bebe num só gole toda a mistura que havia no copo. Serve-se de mais uma dose de uísque, olha para a manhã que se estende do outro lado da janela, observa o movimento das folhas das árvores ao sabor do vento, o vôo de uma juriti... Volta os olhos a Eduardo... E num misto de carinho, solicitude, catatonia e algum pragmatismo filosófico, mas sem nenhuma perplexidade ou qualquer indignação, devolve:

_ Tudo bem. A gente toma uma ducha antes.



Esse texto é do Guimarães Lobo,Escritor e professor de redação.Filho de Tupã, irmão de Jesus, amante de Iemanjá, razão Navegante, alma Tupi, coração Nagô, cabeça Vermelha, tronco Branco, membros de Ébano, boca de África, olhos de América, nariz Português. Guimarães Lobo, 100% mestiço
Ele escreve contos para o Cultblog vale muito a pena conferir!!!

Passa lá!

março 29, 2009


Embora seja bem machista e até um pouco rebelde a imagem, acho que é bem o caso! (roubei essa no google mesmo)

Apesar do massacre de alto estima, renasci e não levarei isso para frente, não levarei nada de mal dentro do meu coração, isso seria dar atenção demais a quem já “roubou” muito de mim.

Mais uma vez vida nova...
Novos anseios, novos sonhos, novos planos, energia renovada!
O que passou passou...

Dentro da vida nova de cada dia esta:

Malhação suuuuper todos os dias, e eu to curtindo muito!
Milhões de coisas para pele, ácido inclusive, ou seja sem chance de tomar sol.
Entre outras milhões de coisas que tenho feito so para EU!!!!!!
EUU EUUUU EUUUU
Não seria ninguém sem meus amigos que foram chocolate quente em dias frios, sem minha família que me apoiou nas minhas escolhas sem questionar minhas opções e isso foi muito lindo para mim!
Muitas coisas boas aconteceram e so nessas que me apego, alias, estou exorcizando as ruins e tudo mais em outro espaço, melhor assim, para não espalhar para muitos ambientes!

Sorriso no rosto e bola para frenteeeeeeeee!

março 23, 2009



Como esquece um amor

Eu posso até levar um pé na bunda tosco, mas perder o humor NUNCA, por NINGUÉM!

Roubei da revista ANDROS!


Oh, coisa insuportável é esta maldita dor de cotovelo que sentimos quando levamos um chute de um grande amor, não é?

E foi pensando nos males destas situações que resolvi escrever esta matéria, para ajuda-la a nunca mais passar noites em claro, escutando estas porcarias de músicas românticas, chorando feito uma alucinada pedindo para ele voltar:

"Volta astolfo,que desta vez eu me comporto!!!!"

Para começar, é bom jogar todas as fotografias fora - principalmente aquelas em que os dois estão na praia, fazendo carinha de apaixonados, dividindo o mesmo espetinho de camarão.Caso contrário, ao folhear o velho álbum de fotografias da família, vai acabar dando de cara com a foto do casal de pombinhos bem ali, entre a foto do batizado e a do seu tio bêbado dentro do Fusca azul-calcinha, comemorando a Copa de 70.


Quando se sentir solitária e bater aquela saudade - sempre carregada com aquele tesãozinho que pinta na hora de dormir - antes de pegar o telefone e aceitar o convite que ele fez para darem um picote no banco de trás, experiemente bater uma punhetinha pra ver como 80% da vontade desaparece.

E também some o desejo de se ferrar pela milésima vez, pois você sabe muito bem como é foda ir pra cama com ele, dar aquele picote com o coraçãozinho cheio de esperanças, e acabar tendo que engolir que nada mudou, porque ele não está preparado para nada sério e só te quer para dar uma aliviada de vez em quando. Ops! Passou um filme na sua mente, foi?

E é muito importante tirar aquela aura de "maravilhoso" do carinha!


Mulher apaixonada é mulher iludida, então acaba de vez com estas ilusões.Ficar achando que ele é muito bom, o melhor homem do mundo e outras babaquices, só serve para mante-la mais enfeitiçada e presa à ele.

Tem mais é que pensar nele sentado em uma privada, com um rôlo de papel higiênico nas mãos, fazendo aquela cara de sofrimento, com as veias da testa quase explodindo! Vamos lá, tente fazer isto para ver como ele deixa de ser um semideus para se tornar um simples mortal, nem melhor e nem pior que os outros homens.


A maioria das pessoas continua apaixonada pelo o que a outra pessoa era, e não pelo o que ela se tornou!

Então dê uma boa olhada no seu morzão para perceber que ele não é mais aquele gatinho manhoso e atencioso do tempo em que se conheceram. Se reparar bem, verá que o que te prende a ele é o passado e não o presente. Não acredita? Então vamos fazer um teste para tirarmos a dúvida?

Pense neste seu grande amor e me responda qual é primeira imagem que surge em sua mente. Aposto que é uma imagem bem antiga, do tempo em que achava que ele era o homem da sua vida. Continue pensando e vai chegar a um ponto em que as coisas começaram a ficar mais duras entre vocês. Neste ponto, vai perceber uma angústia e, inconscientemente, vai se ver com vontade de esquecer e voltar a pensar apenas nos momentos bons. Viu como gosta de se iludir?? E isso é natural, pois a paixão nos faz pensar no que o outro tem de bom e esquecer o lado ruim...E assim você pode continuar a idolatra-lo, pois deseja isso!

Mas é tudo falso,acredite! Você ama um homem que há muto tempo deixou de existir na sua vida. Sim, se fosse este homem que tivesse aparecido na sua vida, duvido que tivesse se apaixonado por ele.

Tire da cabeça toda idéia de se manter casta!

Você não precisa deixar de provar o sabor de outras frutas só porque uma caiu do pé e apodreceu. Além do mais, pode apostar que ele não vai deixar de dar umas bimbadinhas só porque você resolveu que nunca mais vai gemer debaixo de outro homem.

Pelo menos nos primeiros dias depois da separação evite usar coisas que fazem com que se lembre dele!


Se todas as vezes que olha para uma salada de pepinos você começa a chorar, lembrando dos momentos que viveu ao lado daquele macho bem dotado, proíba sua mãe de comprar qualquer coisa que desperte esta sua nostalgia, com lingüiça, salsichão etc. Jogue no lixo todos os Cds da Alanis Morissete e da supra-sumo da depressão, Celine Dion, pois o que menos precisa é fundo musical para curtir depressão.

Também evite assistir filmes ultra-românticos como Titanic, O Morro dos Ventos Uivantes , Ghost ou Sabrina! Troque por filmes do tipo "muito anabolisante e pouco cérebro" como Rambo, Exterminador do Futuro e toda a grande obra do Van Diesel, com direito a muita pancadaria e pouca conversa fiada!


E quando pintar aquela vontade de sair correndo atrás do morzão, parar na frente do prédio dele e começar a gritar "Duda, eu te amo!!!!"(oh, coisa deprimente, meu Deus!), ligue para sua melhor amiga e peça para te trancar no banheiro, e só abrir a porta quando passar a crise de abstinência amorosa. Claro, se armar barraco já é muita pobreza para aturar, fazer uma cena patética, implorando por amor, na frente da casa do benzão, já é coisa de quem precisa de umas boas palmadas na bunda.

Não freqüente os mesmos lugares que ele, e nem fique amiguinha da irmã ou da sua ex-futura-sogra.


Além de ser uma demonstração de falta de respeito próprio, pode acabar criando um clima muito pesado, fazendo com que ele (com todo direito) se sinta invadido em sua privacidade por uma chata que não consegue entender que acabou!! Sem contar que, só de pirraça, é bem capaz dele levar umas gatinhas para conhecer seu quarto, bem na hora que estiver chorando as pitangas nos ombros da velha! E aí segura o coração, porque escutar a cama rangendo e saber que não é com você, é o que podemos chamar de sofrimento inútil!

Aprenda a usar o pensamento conflitante para afastar este homem de seu coração


Em vez de pensar: "Nossa, ninguém sabe como acariciar meus seios como o Carlão", use um pensamento antagônico como "Só que aquela besta nunca foi capaz de encontrar meu clitóris!!"
Mas, se ele era bom de cama e nunca precisava de uma mãozinha nem na hora de achar o buraco, então mude para coisas mais pessoais como: "Ele era ótimo de cama, mas tava sempre com a cueca suja!!!

Nunca vá a cartomantes ou videntes, depois do chute na bunda!

Este pessoal tem um faro impressionante para descobrir as fraquezas de mulheres abandonadas. Então, para ferrar de vez com a situação, você vai ouvir que "ele ainda te ama", que vão se casar e ter um monte de filhos.

No fim vai acabar saindo mais iludida do que entrou, cheia de esperanças inúteis, além de ter que fazer horas extras para pagar um "trabaio bom para amarrar homem"!

Depois não adianta ficar com vergonha de lembrar que foi capaz de ir a uma encruzilhada, bem no meio do cemitério, para jogar açúcar na cueca dele, fumar charuto e beber "Sidra Cereser"!

março 18, 2009



Eis o mistério da vida, o amor... ai o amor...
Amor pode ser tão fácil de conceituar, mas as vezes...


Bem... eu uma quase balzaquiana solteira, estou cada dia pior nas minhas escolhas para homens, hoje vejo que não tenho o dedo podre para homem, mas o BRAÇO!

Estou muito triste, muito indignada... muito muita coisa que vai passar!
Mas até que isso aconteça acho que esse blog será mesmo como meu divã e ele deve ficar um pouco feminista, um pouco chaato, um tanto choroso, entre outras coisinhas!

março 13, 2009




Prisão Especial para só LARAPIOS!

CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania) do Senado de retirar do Código de Processo Penal a concessão de prisão especial para portadores de diploma de curso superior, além de padres, pastores, bispos evangélicos, pais de santos ou com títulos recebidos pela prestação de relevantes serviços.
As pessoas que passam a ter direito à prisão especial, bem mais restrito, será integrado por pessoas com as seguintes atribuições: ministros de Estado, governadores, senadores, deputados federais e estaduais; prefeitos e vereadores; membros das Forças Armadas; magistrados, delegados e membros do Ministério Público e da Defensoria Pública; membros dos tribunais de Contas; e cidadãos que já tiveram exercido efetivamente a função de jurado, salvo quando excluídos dessa lista por motivo de incapacidade para o exercício da função.


Essa notícia esta pipocando por ai, se é para mudar que valha para todos, como eu fico indignada com esses favoritismos aos políticos!
Juro que a quantidade de palavrões que tenho na mente sobre isso acabaria com o espaço que tenho para um post!

Tenho "medo" de falar de larápios, vai que alguém resolve me exilar, seguindo o exemplo dos religiosos que excomungam em nome de DEUS!
Vai saber...

março 10, 2009



Hoje tive uma intuição, esse negocinho que a gente sente que é tão dificil de conceituar, de explicar, que dizem por ai ser algo que as mulheres bem saber sentir e quase nunca erram!
Espero estar errada dessa vez!
Caso não esteja, prepararei as lágrimas e para compensar de verdade, espero tbm perder uns quilos!

Mas hoje não ficarei triste por antecipação, viverei com a intensidade e a garantia que existe apenas HOJE!

A imagem eu "surrupiei" do blog FRASES ILUSTRADAS, passa la que é um trabalho muito legal!

março 06, 2009




Cidadão do Mundo

Esses dias aqui de frente ao computador entre um relatório chato e outro, quis escrever sobre cidadania, mas a enrolação não master não me permitiu!
Então passeando por ai... encontrei la no “Assim Como Você” que já exerce a cidadania de maneira “supimpa”, tem uma entrevista de um verdadeiro cidadão do mundo, que não fica na janela esperando a banda passar!!!
Vai la, vai valer a pena!

fevereiro 12, 2009




Botero borrou

A vida é realmente uma caixinha de surpresa!
Tai uma coisa que nunca achei que fosse acontecer na pratica de maneira tão... tão... indelicada digamos assim!
Sabe aquele cara que você faz tudo por ele...
Mas todos os dias ele te pergunta do regime!
Olha, tem gente q se empolga tanto com a cerveja meia boca do buteco copo sujo que nem repara no vinho raro que tem nas mãos!
“Eita nois”!!!!

fevereiro 08, 2009



Olha se não é uma honra estar aqui!
Passa la, tem até fotinha!

janeiro 16, 2009



Medo

O medo é um sentimento que proporciona um estado de alerta demonstrado pelo receio de fazer alguma coisa, geralmente por se sentir ameaçado, tanto fisicamente como psicologicamente. (wikipédia).

Acho que todos os heróis, os fortões, os com mãos de ferro, deixam pintados laaaaa no fundo, no cantinho de suas caixas de pandora os seu medos.
Todos temos temores, esses às vezes podem ser bons, quando significam prudência, mas também podem ser bem negativos, quando nos inibe, nos deixa paralisados, nos põem amarras!
O medo muitas vezes pode ser uma válvula propulsora, acho que essa sim é a verdadeira “função” do medo, a versão mais positiva, pois nos da garra para vencer, para superar algo, para passar para a próxima etapa, subir o próximo degrau!
Sempre fui bem medrosa, acho que depois de um bom tempo descobri que o medo é algo para ser vencido, para ser ofuscado na pandora nossa de cada dia!
Despir dos medos por ser algo mágico, quando o objetivo e viver, e para viver intensamente não existe formula, para saber o que vai dar certo ou não, so sabemos se vivenciarmos!
Não quero formulas prontas, receitas a serem seguidas, afinal não espero acertar sempre, so espero não ter medo de tentar ... tentar...tentar....tentar e tentar sempre!

janeiro 07, 2009

Que venha os desafios de 2009!

Ainda estou em fase de descoberta de quem eu sou, mas o que eu quero, isso eu sei bem...

* Quero céu estrelado!* Que SAÚDE em abundancia! * Quero ler novos livros e reler os já lidos! * Quero as pessoas que amo do meu lado! * Quero beijos sinceros e apaixonados! * Quero sorrir para estranhos! * Quero viagens inesquecíveis! * Quero banho de chuva! * Quero carinho, cafuné, colo! * Quero amigos loucos e felizes! * Quero pizza, chocolate e coca-cola! * Quero cachoeira, pés descalços! * Quero ficar de bom humor só hoje! * Quero cantar sem saber a letra da música! * Quero dormir até acordar! * Quero mar, quero vento, quero sol! * Quero notar meus defeitos e tentar corrigi-los todos os dias! * Quero viver dias apaixonantes! * Quero me despir dos meus preconceitos a cada dia! * Quero me jogar! Quero voar! * Quero descobrir novas musicas e prestar atenção na letra de velhas! * Quero abraços, muuuitos abraços! * Quero quem ta longe! * Quero adrenalina, suspense, aventura! * Quero chorar de rir! * Quero toque, pele, química, desejo! * Quero brincar com crianças e aprender com a inocência delas! * Quero observar desenho em nuvens! * Quero me divertir descobrindo o amor!* Quero ouvir o silêncio quando preciso for!* Quero sabor de fruta madura! * Quero mais abraços protetores! * Quero desenhar AQUELE moço enquanto ele dorme! * Quero viver com a idéia que tudo se ajeita! * Quero um dinheirinho, mas sem ter que sacrificar meus valores! * Quero escutar uma voz ao outro lado, dizendo que esta bem e que sente saudades! * Quero ter minha Fé crescente! * Quero ser sempre mais feminina! * Quero cheiro de terra molhada! * Quero colocar minha mente a serviço do meu coração! * Quero dizer para as pessoas importantes para mim o quanto elas me são caras! * Quero noites de lua cheia! * Quero ver a graça das diferenças! * Quero dançar no arco-íris! * Quero viver de amor em sua eterna conchinha!* Quero tornar sonhos em realidade!* Quero pessoas livres! * Quero coragem de me mostrar! * Quero continuar tendo uma profunda preguiça dos que não cometem erros! * Quero sempre ter sono de quem prefere o morno! * Quero os que arriscam! * Quero agüentar minha verdade e seguir a lógica que inventei para mim! * Quero que as pessoas que estão ao meu lado se sintam como no balanço de uma rede que dança gostoso numa tarde grande, sem relógio e sem agenda, como num cafuné sem pressa! * QUERO SER FELIZ e tem que ser AGORA!
** O que eu quero?!?! Quero tudo e MUITO mais que isso!!!**