dezembro 29, 2008



Dias melhores para sempre...

Não poderia deixar de passar por aqui com o intuito de agradecer o meu ano de 2008 que me deu tantas coisas boas, vivi um ano na máxima intensidade!
O ano que se vai me fez gratas surpresas no decorrer dos seus dias, e como esse ano passou rápido!!!
Fui muito feliz, não tive nenhum problema que não conseguisse resolver, me reaproximei de amigos queridos deixando de lado uma agenda lotada, trabalhei com muito e com muita paixão, sinto que cresci profissionalmente, aprendi e ensinei, dei muitas risadas, reconheci defeitos para tentar melhorá-los, fiz uma viagem só eu e minha mãe, o que nunca tínhamos feito, a Malu e a Luma me adoram como mãe delas o que é maravilhoso (filhas caninas), assumi a minha casa de verdade, tive o prazer de ter uma amiga maluca e zen morando comigo, o que fez de alguns meses a minha casa muito divertida, aprendi algumas receitas vegetarias, comecei a fazer curso de expressão corporal o que foi maravilhoso, me apaixonei de verdade pela yoga, descobri o teatro e através dele percebi o quanto é bom despertar sempre a criança que existe entre nós, percebi também o quanto é bom sair da minha conchinha e me permitir expressar o que sinto através de palavras, palavras essas que me fizeram voltar a esse blog que tanto amo, através desse descobri o quanto o mundo virtual pode nos apresentar pessoas que realmente valem a pena conhecer e o quanto esse pode ser fascinante, me livrei definitivamente de velhos ciclos amorosos que apenas me faziam ver a minha pura falta de pretensão em relação a isso, tive uma paixão maluca, mas me permiti viver isso até a ultima conseqüência, ai se todos se permitissem redescobrir sentimentos adormecidos, aqueles que a gente acha que não já não existem mais! Me senti orgulhosa por ter atos dos quais analisando posteriormente a alguns acontecimento percebi que realmente tenho me despido de preconceitos a cada dia, que essa palavra não cabe na minha vida! Acertei muitas vezes e errei outras, mas é assim que se cresce!
Derramei algumas lagrimas verdadeiramente sentidas por vários motivos, ainda bem, desabafei! Pedi esse ano minha avó paterna, o que realmente foi muito triste, mas o que ficou foi a imagem de uma doce pessoa que apenas descansou e esta bem melhor agora, é a lei da vida e não há por que lamentar, apenas agradecer por ter tido a graça de poder conviver com ela por tantos anos!
Mais um ano fui madrinha de casamento, vi filhos dos meus amigos nascerem e percebo que estou virando uma tia torta muito coruja, tive varias demonstrações do quanto sou querida por muitos, o que faz meu coração vibrar! Minha fé esta a cada dia mais forte!
O 2008 se vai e me deixa com uma certa saudade, pois sentimos falta sempre do que foi bom esse é um ano para se lembrar com um belo sorriso no rosto!

dezembro 08, 2008



Tenho tanta coisa para falar, mas o que eu quero mesmo é falar de amor e espero que por muito tempo eu tenha essa vontade!!!

Eu quero um amor...

Eu quero um amor com sabor de fruta madura, um amor com ar de namorinho de portão, um amor de acelerar o coração a cada amanhecer, um amor com cenas inesquecíveis que voltam em câmera lenta na mente de quem viveu, um amor com gosto de beijos lentos e doces, um amor com abraço que protege e aquece,um amor que desenha o ser amado enquanto ele dorme, um amor que deixasse um sorriso de piano o dia todo no rosto, um amor que não durma sem me contar as coisas do seu dia, um amor é sincero em suas expressões, um amor que sabe ser amigo e companheiro, um amor que se desculpa quando preciso, um amor como o de quem amanhece como se não tivesse dormido, um amor onde dois corpos se tornam um, um amor que acredite que se a gente quiser o mundo se ajeita, um amor que não se esqueça de ligar so para dizer que esta bem e que sente saudades, um amor falar dessas vidas tão usuais quanto as nossas vidas, um amor que da arrepios ao se encostarem, um amor com jeito de edredom em um domingo de chuva, um amor que elogia, um amor com cheiro de chuva que sabemos exatamente o que quer dizer, um amor de aceitação de virtudes e defeitos, um amor que faz rir, um amor que se faz par, um amor que não sai do pensamento, um amor que sobrevive ao tempo e suas adversidades, um amor onde só importe a enorme vontade de estar junto em sua eterna conchinha!

novembro 29, 2008


Viver é se molhar na chuva do dia a dia!

Nossa.... o tempo passou desde o ultimo post, varias coisas aconteceram nessa minha vidinha louca!
Uma delas foi minha apresentação no teatro!!!!!!!!! Uuuuuuufffffffffaaaaaaaaaa passsouuuuuuuu ai que nervoso!!!
Claro esqueci o texto, paguei um gde mico no teatro mais tradicional da cidade, mas valeu a pena!

Vou contar um pouquinho como fui parar nessa de teatro!
Eu sempre muito comunicativa, extrovertida, do tipo que as pessoas sempre perguntar porque não se candidata a vereadora!?!?!
Mas a verdade é que as pessoas aparentemente mais descoladas são as mais tímidas!!!!
Comecei a perceber que estava muito “bicho do mato”, como não sou de ficar na janela esperando a banda passar, resolvi procurar uma solução mais pratica.
Então comecei a fazer um curso de expressão corporal de férias, nessa emendei a um curso de teatro, claro que de cara descobri que esse não era de longe um Don, sou uma péssima atriz, mas como sou persistente e me divirto muito nas aulas, levo a frente!
Então surgiu essa apresentação que misturava danças, yoga (pratica da qual eu aderi de corpo e alma) e teatro, contos do Luiz Fernando Veríssimo!!!
E la vai eu.... em mais essa aventura!!!!!!
Mas o que eu gosto mesmo é a parte de produção cultural, ainda vivo disso e brinco de ser bióloga, vai vendo!!!!

novembro 01, 2008



Se isso não é paixão deve ser uma doença grave!!!

Frio na barriga, vontade de estar junto o tempo todo, necessidade de se conhecer todos os detalhes do outro, vontade do cheiro, do gosto, sorriso constante no rosto, esperança para tudo, felicidade visível...
Dizem que é uma de ampliação quase patológica do amor, a ciência diz que é passageiro, que dificilmente ultrapassa os três anos, é o sentimento exacerbado entre duas pessoas, quando correspondida causa grandiosa felicidade e satisfação ao apaixonado, se resume em um sentimento de desejar, querer, a todo custo o calor do corpo de outro ser, cria uma necessidade de ver e tocar a pessoa por qual se apaixonou
A paixão é pura arte! Assim como contemplamos um quadro - queremos vê-lo. Quando contemplamos uma escultura - queremos tocá-la.
Você é envenenado com uma espécie de sedante que leva a você todo detalhe da pessoa: olhos, boca, nariz, orelha, como sendo perfeito, embora não seja, pois você está sedado.

outubro 28, 2008


"Você precisa mudar este seu jeito ou vai terminar sozinha!"
Quantas vezes já escutou esta frase? E quantas vezes se sentiu sem chão, achando que teria que mudar, nem que para tanto tivesse que se adulterar, matar a mulher que você é?

Linda, cheirosa, maravilhosa, inteligente.... Ai sei la, muito independente, dona do próprio nariz!

Isso não deveria ser bom?!?

Homens.....

Depois as mulheres é que são complicadas!!

Muito mais do que alto ajuda, Interrogações que se encontram!

P.S. Gente perdi os link´s, mas aos poucos vou me lembrando e colocanco nos favoritos!
As ferramentas ficaram modernas demais para mim, ai no fuça fuça...
Se alguém souber como colocar novamente o Haloscan como comentário e queiser me ajudar!!!!!!

outubro 24, 2008



Reflexo do que se foi...

Dia normal, transito normal, musiquinha rolando...
Semáforo fechado e para aquele moço, óculo escuros, vejo de rabo de olho que ele me olha... olha no semáforo, olha novamente...
Resolvo olhar só para conferir o lindo sorriso que viria no momento seguinte...
Em segundos penso em jogar o celular dentro do carro dele como em propaganda de shampoo, poderia simplesmente entregar um cartão pela janela do carro ou sei la o que...
Bem, começo a achar aquele rosto familiar...
Passados os eternos 2 minutos de espera, arrancamos a frente, nos minutos que se seguiam, lembrei de onde conhecia aquele sorriso, lembrei inclusive do gosto daquela boca, do formato daquelas mãos, de uma certa trilha sonora....
Bem a trilha sonora já não é mais a mesma e o que ficou foi apenas uma imagem comum no retrovisor!

outubro 19, 2008


Sem bula

Eu poderia escrever sobre varias coisas nesse blog, temas como a miséria do mundo, a crise americana, as queimadas na Amazônia ou qualquer outro impacto ambiental, sobre física quântica quem sabe?! Genética talvez, sobre o molusco do presidente, teorias filosóficas, maravilhas da tecnologia, cinema europeu, literatura contemporânea, e etc... e etc...
Eu poderia não, EU POSSO!!
Esse blog não é intelectualizado e nem critico de qualquer coisa, nunca foi essa a intenção desde que ele nasceu em 2002 (só não sei por que os meus links dos posts antigos sumiram, mas vou arrumar).
Quero e vou escrever sobre o que me da na telha de maneira livre e prazerosa, sem me preocupar com o português, com vícios de linguagem (isso eu já faço com meus relatórios de trabalho), isso aqui é meu divã particular, venho e me deleito por puro prazer de estar aqui e pintar das cores que encanta os meus olhos no momento de fazê-lo!

outubro 15, 2008



Aos que me ensinaram o caminho das pedras, aos que me instruíram a rir dos meus tropeços, a ser ética e profissional, a ser mais humana!
Amo e guardo cada um desses mestres no meu coração!

outubro 13, 2008


Viva a "loucura" de cada um

Final de semana bem interessante, regado a batuques e mantras!!!
Imagine uma turma animada, onde não se bebe, não se fuma, onde toda a comida é vegetariana e muito se canta e ri!!!!
Quem diria que uma turma assim iria madrugada regados apenas a boa música, bom papo...
Sobrando energia para o almoço no domingo!
Bem meus amigos que não fugiram da boa e velha linha do direito, engenharia e da medicina, os mesmos que falam que eu sou “doida” por não ser tão convencional, diriam que eu pirei de vez!
Fora os vizinhos que nunca notam minha presença, pois sou muito silenciosa e por morar sozinha, parece até que nunca tem ninguém em casa!!
Sábado foi à noite da pizza!
Quarta é a noite da tapioca!!!

outubro 10, 2008

Mãe...

Reza a lenda que eu e a minha somos idênticas, risadas, igualmente atrapalhadas e por ai vai!!!
Como toda mãe e filha já tivemos nossas diferenças, mas ela nunca deixou de ser a melhor amiga, a qual me esperava na madruga pós baladas, para eu contar para ela como foi, se tinha encontrado o paquera, se tina arrumado outro... essa mesma que quando eu pronta para a balada, eu dizia tchau e descia 2 degraus da escada e ela me chamava de volta e dizia sempre a mesma frase “ Filha, cuidado, você se vigia, nunca estarei em todos lugares com você!” Ainda nessa fase de adolescente, ela poderia meter o pau na roupa (ela faz isso até hoje),mas jamais foi comprar uma peça comigo, me ensinando assim independência nas pequenas coisas, para viver independência nas mais grandiosas!!
As vergonhas eu só vou comentar uma, essa é para a prosperidade eu tinha um paquera, “ficante” lindo, Rodrigo o nome do dito, que sempre me ligava chamava minha mãe de TIA e ela sempre respondia, não sou sua tia não menino e riaaaaaaaaa, um dia ela deveria esta deixando meu pai de greve em algum aspecto... naquele humor, estava lavando a sacada da nossa casa e o pobre Rodrigo tocou o interfone, quando ela escutou a voz dele não pensou 2x, jogou um balde de água, adivinha, o menino ficou igual a um “pinto molhado”! Ela imediatamente solto:
- Nossa, não te vi!!
Na hora eu não sabia se me afogava, simulava uma crise epilética, ou um desmaio!!
Bem histórias como essa colecionei VARIAS!!
Esse ano no carnaval fomos para a praia (tudo na vida de um mineiro é ir para praia), pela primeira vez em 32 anos de casada ela viajou sem meu pai!! Curtimos horrores, demos risada o tempo todo, levamos muitos caldos juntas, fizemos comentário maldosos entre outros... Sempre que ligava para meu pai, dizia que ela tinha sumido com o bombeiro!!! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
No final das contas (eu a chamo carinhosamente de FOFA), todos já a chamavam de FOFA, alias até hoje me perguntam na rua, onde esta a FOFA!
Bem, a uns dias atrás fomos assistir uma peça teatral, só eu e a FOFA! Avisei antes, olha parece que é uma peça muito abstrata, chegamos mais cedo compramos nosso ingresso e de la fomos até uma galeria de arte ver uma exposição, a diversão começou ai!!!
Arte abstrata... um dos quadros 3 bolas vermelhas, a artista, uma linda veio atenciosamente nos explicar as tais 3 bolas, era uma alusão ao Natal, uma bola era Nossa Senhora, a outra o Burrinho que ela estava montada e a outra o sino!
Nossos olhares de cumplicidade já se cruzaram, mas mantivemos fingindo que somos pessoas normais!
Putz... o teatro... vamos correr, já estávamos atrasadas... e sai as duas como loucas e nem comentamos!
A peça era em uma casa ambientada, ou seja entra-se dentro da casa e já esta na peça!
Qdo entramos já vi a cara da minha mãe, totalmente apreensiva! A peça era uma montagem de Oração – Fernando Arrabal, o ator que interpretava tinha como objeto de cena uma espada, e como não éramos separados por um palco, minha mãe passou o espetáculo inteiro jurando que o cara acertaria a espada nela. Ao final falei cochichei na orelha dela...Não faça nenhum comentário até chegarmos ao carro!!
Ela mal conseguiu chegar no carro, claro que na porta ela já começou a falar varias coisas!!! E no final, riamos taaaaaaaaaanto, tanto,tanto...do quadro, da peça, que no final a noite foi mais divertida do que poderíamos prever e eu prometi que a próxima peça seria O chapeuzinho vermelho!! Kkkkkkkkkkkk
Mas essa semana fomos a outra montagem chamada A pedra - baseada em um conto do Gabriel Garcia Marques...
Bem... acho que perdi minha companheira de teatro!!! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
E eu adorei ambas as montagens!!!!!
Mãe e mãe, bom para amar e se divertir!!!

outubro 05, 2008




Eu sonho...
em viver de ARTE,
ganhar beijos tão sinceros como as lambidas dos meus cães,
com um mundo onde as diferenças sejam respeitadas
que um dia todos teremos tempo para realmente viver,
com um mundo de menos lamentações e muito mais AÇÃO
com um mundo onde todas as crianças possam ler bons livros
com um mundo onde as pessoas riam mais...
com um mundo onde não seja necessário uma campanha para que todos se abracem...
com um mundo de igualdades,
com um boas companhias e papos intermináveis,
eu sonho... ahhhh como sonho!

Uma semana de AÇÃO em busca de SONHOS e realizações a todos que passam por aqui!


Paradoxo?!?!?


O sonho não deve passar de uma noite

[jorge Luis Borges]

um camarada trabalhava há 30 anos numa fábrica, ele saía da fábrica todo dia para encontrar os amigos, ir ao cinema, encontrar mulheres… Ia pra casa. Fazia isso todo dia.
Há 30 anos…

Um dia ele faz tudo isso, chega em casa, dorme e tem um sonho.
Acordou, não ligou e foi trabalhar, fez tudo o que tinha para fazer, voltou, foi pra casa, dormiu e teve o mesmo sonho.
Era uma nebulosa que estava se transformando num coração e ele queria ver até onde ia esse coração…
A formação de um peito juvenil… Ele acordou. Foi trabalhar. Já não conversou tanto com as pessoas quando saiu do emprego pra ir pra casa. Dormiu e sonhou o mesmo sonho.

Então aparece o peito de um rapaz, a perna de um rapaz o braço de um rapaz… Ele acordou. Foi trabalhar.. saiu correndo do emprego pra chegar em casa e dormir… O sonho continuava, tinha o sexo de um rapaz, a cara de um rapaz.. ele acordou.

Foi trabalhar, pediu pra sair mais cedo, era um grande funcionário, permitiram, foi correndo pra casa… aí o garoto falou e ele acordou.
Foi trabalhar e pediu pra trabalhar só de manha. Começou a conversar com o rapaz… Então pediu demissão da fabrica pra só dormir e sonhar.. E ficou mostrando as ruas e as mulheres… pro rapaz

Até q um dia o rapaz falou assim:
-“Eu tenho uma namorada, você sabe, eu fui a casa dos pais dela me aceitaram como noivo dela e querem que eu case com ela, mas eles querem conhecer minha família…você pode me dizer quem é a minha família?”
No sonho ele disse:
-Para dizer quem é a sua família eu vou ter q acordar e procurar saber qual é a minha..

Acordou e começou a procurar.. Quando ele percebeu q ele também era o sonho de outro.

Narrado por Antonio Abujamra - Provocações,no meio de uma entrevista com Rosiska Darcy de Oliveira, fica melhor ainda!

outubro 01, 2008


“Mulher a vestir sutien” – Botero 1976 – 247x195cm


Quase uma obra de Botero!

Bem vivemos ERA da perfeição, das receitas de magreza, qto mais magra melhor, não importa o que seja saudável ou não!
Eu sou a própria beleza renascentista, nunca fui magra, eu nasci gordinha, nem foi sacanagem biológica do tempo!
Alias esse sempre foi meu charme, já fiquei viciada em exercícios uma época e consequentemente emagreci muito e todos me achavam estranha, inclusive eu mesma, claro perdi o charme! Se bem que ando charmosa até demais ultimamente, mas isso é ooouutra estória!
O pior de ser diferente é virar ponto de referencia, por que a gordinha da turma sempre é ponto de referencia...
Ontem no meu trabalho la em Goiás, um calor louuuuuco, uma pessoa de uma empresa parceira, soltou a seguinte frase “ Vi você e lembrei de um programa X da tv que falava que perto de uma gordinha ninguém fica triste”. Ai depois fiquei pensando, gente é mesmo, nunca conheci um exemplar dessa formosa tribo que fosse mal humorado, chato já conheci vários, mas mau humorados não! Eu mesma sou de modo geral muito bem humorada, sempre vivi rodeada de pessoas que querem que eu conte ou repita minhas estórias quase catastróficas, não que eu seja engraçada, mas é que comigo acontece cada coisa... bem estilo Bridget Jones!
Sempre fui muito desencanada disso, sempre fui a primeira e ansiosa para tirar a roupa e ficar com o meu biquíni de lacinho e nunca me importei para quem olhasse, amo água, portanto amo cachoeira, piscina e praia então....biquininho na certa!
Isso de fato nunca foi problema, pois sempre me senti muito bem comigo, sempre vivi rodeada de pessoas legais, namorados.... ahhhhh.... só os mais especiais, claro! (sou humana às vezes erro a mão também, homensss... RS RS RS), mas para namorar pode ser de luz acesa também!!
Competir com meninas deslumbrantemente magras!?!? Calor que não,afinal dou show em muitas delas, com tudo a mais que tenho, na minha agradável companhia, entre varias coisas até no meu admirável dom de estragar piadas, fora outros atributos que nem convém citar! (Hoje estou impossível!!!). kkkkkk

Vamos viver felizes como somos, viva a grande diversidade, essa que da graça a nossas vidas!

setembro 28, 2008

Paixão não, mas eeeeeehhh saudade!

Sabe aquele dia que você sonha com aquela pessoa e acorda com uma cara de ponto de interrogação!? No meio do seu trabalho você chama alguém pelo nome daquela pessoa, se já faz tanto tempo que não se lembrava da face, quanto menos do nome do dito cujo! Nesse lembro ou não lembro... você começa a se recordar de coisas que jurava já terem se perdido entre as lacunas da memória, como aquele dia que ficamos horas ilhados no carro conversando tranquilamente com o mundo caindo la fora, como naquele dia de TPM master que ao abrir a porta e la estava ele com meu chocolate preferido na mão, aqueles tantos momentos que ri até a barriga doer, lembro do jeito inteligente de brincar e ser, seu humor memorável, seu jeito sutil quase imperceptível de se dar, de demonstrar amor, suas incansáveis caronas, suas brigas para pagar a conta, das conversas intermináveis, suas belas mãos, nossos desencontros na rodoviária nas minhas idas e vindas, sua mania de perder vôos se eu não ligasse para acordá-lo, de quando eu reclamava de tédio em casa e logo recebia uma msg: olhe a caixa do correio e la estavam filmes anti tédio, de quando mesmo sem reclamar de frio ele ligava o aquecedor nos meus pés, como o dia que ficou na estrada a noite e só se lembrava do meu numero para enviar socorro .... Tantas coisas que foram importantes ou simplesmente legais, alias que bom que hoje consigo me lembrar de pequenas e engraçadas coisas, consigo ter um sentimento fraterno, pois se fosse para enumerar os defeitos, me lembrar do mal feitou ou causado em mim, bem, ai não caberia nesse espaço!

Não é paixão, é apenas saudades do que foi de bom!!!!!!

Trilha Sonora!

setembro 24, 2008


Monólogo Mudo

Uma menina que não sabia falar, escrevendo era melhor, escrevia pra si mesma sempre, escrevia muitas vezes seus segredos, mas isso não tinha importância, pois ninguém lia.
Por não falar ficava imergida, muitas vezes presa a seus pensamentos ou seria livre em meio aos seus devaneios?!? Enfrentava percalços como todo mundo e sabia que as respostas estavam nos mesmos, só não sabia como começar a procurar ou será que já sabia as respostas!?
Carinhosa e amável, altruísta, por vezes áspera e egoísta.
Acreditava demais naquela força superior, mas vivia em meio a pontos de interrogação e tinha muitos "porquês", porque de acontecimentos, perdas, mas ainda assim não deixava de acreditar.
Acreditava, pois via muitas coisas boas entre as ruins, ela só não sabia falar, e às vezes tinha olhos inundados e madrugadas longas demais!
Depois das quase infindáveis madrugadas o sol nascia como todos os dias e ela colocava sua máscara sorridente e saia com um monte de gente e assim os fazia contente!
Tudo isso por que a menina falava demais!

setembro 22, 2008

Estava eu fazendo um post sobre um assunto totalmente diferente e escutando MPB FM, eis que escuto essa música e me faz viajar por bons tempos vividos em Brasília-DF e uma pessoa em especial!
Algumas lembranças:

1-Pegar rango tradicional de quem mora fora da casa dos pais

Ihhhhh amor, nosso gás acabou, você pode trazer um para nós?
- Claro, já estou saindo de casa!
Comento com a amiga... Nossa que lindo, ele vai trazer!!
15 minutos depois, interfone! Rápido ele,em!?
Abre a porta da portaria correndo, abre a porta do apto correndo... afinal carregar um botijão de gás até o 3º andar é muito cansativo, tadinho,né!?!
Eis que entra o “amor”, com um IMÃ em forma de botijão com um disk Gás!

2- Futebol
Su, seu apto é muito bom, bem localizado (leia-se perto do supermercado para comprar mais cerveja) comidinha boa, tempero mineiro, cervejinha sempre gelada, colchão na sala para o ronco de barriguinha cheia e você ainda assina essa TV que ganha o campeonato Brasileiro de GRÁTIS, lindo demais, Su!

Detalhe... tudo para ele era Grátis, portanto comentário dispensável!

3- Analistas de Sistemas
Amor, estou precisando fazer bla bla bla bla bla bla no meu computador, se que você pode me ajudar (leia, será que você pode fazer)?
O dito cujo, abrindo mais uma cerveja ttiiiiiiiiiisssssssssssss, olha para mim e diz, por que todo mundo acha que Analista de Sistemas é técnico?!?!

Conclusão brilhante:
Já não fazem homens como antigamente!!

Mas eu dou muuuuuuita risada!!

Que veeeenha semana de decisões, tenho um belo sorriso no rosto para te enfrentar!


setembro 19, 2008



Não é meu nem o texto, nem a imagem, se alguém souber de quem é, me fale que dou os devidos creditos!! (estava entre meus guardados)

Mas de fato eu tenho uma caixinha igualzinha!!
Fechando mais uma semana daquelas!!!
Meu final de semana vai ser de yoga, aula de teatro(que juro nao faltar), Luiz Fernando Verissimo me espera... semana que vem conto essa façanha aqui!!!
Que venha o final de semana!

setembro 17, 2008


Saltimbancos

A vida é só um picadeiro de circo
Quando notamos...

Foram-se as lâminas certeiras
dos atiradores ciganos
restaram véus de purpurinas.

Apenas as lembranças rodopiam.
Ecoam em algum lugar aqui dentro
como cambalhotas sapecas.

Carla Andrade

*Mineira de Belo Horizonte, da safra de 1977, Carla Andrade Bonifácio Gomes mora em Brasília. Jornalista, tem espírito de globe-trotter e viaja muito. Lançou este ano seu livro de estréia, Conjugação de Pingos de Chuva.

setembro 15, 2008


Madrinha de Casamento

O papel da madrinha num casamento é especial, uma honra, nos sentimos lisonjeadas pela demonstração de carinho e consideração. Geralmente a noiva faz o convite àquela pessoa que gosta muito e que é importante, tanto na vida da noiva, como na do casal. Portanto surgem algumas leves preocupações para “não fazer feio” num momento tão importante e inesquecível na vida da amiga ou do amigo. A primeira coisa que pensamos é no presente, e como somos convidados especiais, o presente dos padrinhos também tem que ser especial. Confesso que isso já me fez colocar o tico e o teco para funcionar, mas apenas na estréia, como tudo na vida depois que inaugura é só relaxar!
Eu já estou vacinada, fui madrinha pela 6ª vez, como diz uma vendedora da loja de straz (acessórios brilhantes):
- Ou você é MUITO rica ou MUUUUUUUUUUUITO gente boa!
Bem, mal sabe ela que sou bióloga, ou seja... pobre! Só me resta ser gente boa!
Mas ser madrinha esta muito além da roupa ou do presente, significa que entre muitos você foi escolhido para participar de um momento importante, o começo de uma nova estrada a ser trilhada por um casal, mas para isso, se você for amiga da noiva, significa que você vai passar horas a fio falando de casamento e tudo que inclui nesse pacote, desde a cor do tapete até os tradicionais “bem casados”e haja detalhe a ser falando, cores a serem escolhidas...
Mas me sinto feliz por tantas pessoas se lembrarem de mim para compartilhar momentos tão importantes!!
Depois de tantos casamentos participando ativamente dos preparativos, do nervosismo, da festa (que nenhum dos noivos veja, mas costumo consumir todo meu investimento de roupa, cabelo e tudo mais na festa kkkkkkk), acho tudo lindo, sou velha e choro em casamentos, mas casar.... aaaaahhh... essa é outra estória!

setembro 13, 2008


Meu Virtual Particular



Tenho utilizado o mundo virtual como há tempos não fazia, essa freqüência me levou a meditar um pouco sobre esse mundo tão cheio de possibilidades.
Como é possível que pessoas atrás de suas telas sejam despertadas por emoções tão reais bem como suas origens e consequências.
Hoje já definimos o virtual como o possível, que não exclui o concreto, foi-se o tempo em que a “virtualidade” era uma hipótese e não a concretização.
As amizades não se criam, florescem espontaneamente, produto da identificação mútua de interesses, comunhão de pontos de vista, modo de encara a vida etc., que por sua vez provoca o aparecimento de uma afetividade recíproca.
Minha historia com o mundo virtual começo aos 15 anos (ontem praticamente! Kkkkk), ganhei um computador, na minha cidade não tinha internet nessa época, tinha apenas um BBS (Boletim Broadcasting System), uma tela preta com letrinhas verdes, que podia ficar apenas 1 hora por dia, o que era o fim da picada... através daí fiz vários amigos, que hoje já se passado uma década, ainda fazem parte do meu convívio, inclusive um deles foi meu par como padrinho de um casamento hoje! Mais concreto impossível!
Bem, o blog apareceu em 2002 quando “ninguém” sabia o que era blog, esses eram tão poucos que tínhamos até “vizinhos” de blog, nessa minha volta fui entrar em vários que lia todos os dias e naaaada, já acabaram, uma pena, pois via blog, posteriormente vinha ICQ, conversava com muita gente interessante, que se perderam por esse mundão virtual!
Para encurtar tudo isso, tem uma certa Doutora que me inspirou muito para voltar para esse meu divã particular! E essa por sua vez, veio por conta desse moço muito chic! (mas dele eu conto outro dia...)

Assim que conseguir dar uma cara nova para meu blog que na verdade é o meu divã particular, vou empolgar mais e linkar os novos e organizar os velhos post´s e link´s!!!

Um dia desse entre em um site que dava uma dica algo do gênero: Saia da net e vá até a janela!
Eu diria... passem do mundo virtual para o real, convivam, conversem, troquem idéias, dê risada, não fiquem na sua concha do anonimato!

setembro 11, 2008



So para lembrar dos velhos tempos de blog!!!

agosto 23, 2008


Lembra Quando...

Em volta da fogueira. Depois do reagee meloso, das piadinhas de português, loira, papagaio e hilaridades afins, alguém cansa da superficialidade, deita sobre a grama úmida e relembra os tempos que se foram, e a música, os filmes e as aventuras que os ponteiros levaram. Traz saudade e angústia pelas coisas boas que não voltam mais e traz felicidade por saber que aquilo ainda está fresco na memória. É o tipo de assunto que contagia todo tipo de indivíduo. É um tipo de sentimento que dura...
De todo, é o que também o dicionário Aurélio não soube explicar - o que consta são apenas "citações-exemplo" -. Existem revistas, como a Super Interessante, que já dedicaram uma seção inteira a esse sentimento que acomete a todos. Faria aqui uma lista de jogos, músicas, filmes, roupas, brincadeiras e brinquedos, programas de TV... Porém faria eu uma lista grande demais para esta crônica.
É incrível como através de uma discussão entre amigos sobre os "bons tempos" é possível até descobrir a evolução científica, tecnológica e cultural do nosso meio: hoje nós dizemos, "bons tempos aqueles da ideologia a todo custo da década de 1980", amanhã talvez dirão, "bons tempos aqueles sem ideologia nenhuma". Desculpem a empáfia e a hipérbole, por abrir espaço para a oposição. Ou alguma figura de linguagem que o valha.
Disseram, um dia, que faz bem ter saudade. Saudade dos amigos, saudade daquele desenho que você não viu o último episódio, ou daquele filme que você perdeu no cinema, saudade de um livro que te fez pensar, ou de uma música que não toca mais no rádio, saudade de tudo que tinha e de nada que faltava. Disseram também que saudade demais causa depressão e que antidepressivo não cura por completo a depressão. Então...
Se antidepressivo não cura depressão, depressão é saudade e saudade é nostalgia. Quer dizer que nostalgia não tem cura?
"Pois é, pois é, pois é.
E na falta de um elo para essa corrente de pensamento, eis que surge...
Mesclando teoria apocalíptica com tese furada de escritor errante, diz-se: se ontem nossos pais brincavam de "pé-na-lata", hoje brincamos com bonecos interativos, amanha brincaremos com robôs... E depois? Eles que brincarão conosco?
Oh!
(Ô teoria infeliz, viu!).


Por Maurício Izelli Doré maudore@bol.com.br

agosto 11, 2008

Ecce homo

A humanidade é uma ave de asas partidas,
Que vaga no Universo rumo ao desconhecido,
Em busca de um sentido para a vida.
Tem o alucinado por guia.
Navega uma rocha movida pela soberba,
Pela arrogância e pela paixão.
O eu é, o ele não é.Um louvor à imperfeição .
A humanidade é um espelho embaçado.
Alimentado pelo desespero e pela incerteza.
Fome e ódio não permitem pensar no amanhã.
A natureza não cria indigentes.
O destino, uma profundidade insondável,
Uma porta da qual só você tem a chave.
Do destino, homem algum escapou.
Nada é definitivo, nem a morte.
Vontade de viver, vontade de poder,
Eis a verdadeira dimensão do homem
Para atingir o eterno e superar o infinito.
Maior que o infinito menor que o imenso.
Procure o intermediário entre o
Saber e o ignorar e terá
O invisível sustentando o visível,
A essência superando a existência.
Não há limite para o possível.
Saber questionar é viver,
Aceitar o dogma é anular-se.
Quem pode entender a razão humana?
O homem é algo que precisa ser superado.
Brutalidade e ganância movem o planeta.
O homem animal doméstico do homem.
O que é o homem?
Ele é aquele que troca a alma pelo lucro
Ignorando o que a história ensina.
Onde houver opressão haverá Revolução
Eis o Homem.

[Georges Bourdoukan]

julho 31, 2008



"Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem". - Hebreus 11:1

Não creio que possa haver melhor definição para a fé do que as próprias escrituras nos fornecem em Hebreus.

A fé é humana e divina. Se todas as pessoas tivessem consciência da força que trazem em si mesmas e se estivessem dispostas a colocar a sua vontade ao serviço dessa força, seriam capazes de operar prodígios que mais não são que o desenvolvimento harmónico e equilibrado das faculdades humanas. Qualquer ser humano que esteja disposto a agir, trabalhando com vontade séria para o bem dos outros, será sempre secundado e ajudado pelos bons espíritos que se preocupam com o destino da humanidade.

julho 29, 2008

Nossa quanto tempo não dou o ar da graça por aqui...
Como o tempo passa rápido, parece que foi ontem que escrevi o primeiro post... como me fez falta essa terapia, que hoje já esta tão moderna, cheia de ferramentas novas que não faço a mínima idéia de como se usa!
Quantos blogs pipocaram por ai, parece que ontem era um universo tão restrito e agora... pufff...
Bem volto para o blog com força e com vontade total de escrever de me transparecer!


Acho que ele merece uma nova roupinha, né!?!?
Vou ver se providencio isso!


PAREÇA E DESAPAREÇA

Parece que foi ontem.
Tudo parecia alguma coisa.
O dia parecia noite.
E o vinho parecia rosas.
Até parece mentira,tudo parecia alguma coisa.
O tempo parecia pouco,e a gente se parecia muito.
A dor, sobretudo,parecia prazer.
Parecer era tudoque as coisas sabiam fazer.
O próximo, eu mesmo.
Tão fácil ser semelhante,quando eu tinha um espelhopra me servir de exemplo.
Mas vice versa e vide a vida.
Nada se parece com nada.
A fita não coincidecom a tragédia encenada.
Parece que foi ontem.
O resto, as próprias coisas contem.

Paulo Leminski